quinta-feira, 14 de julho de 2016

O Barão da Areia Larga nasceu na ilha do Pico Arquipélago dos Açores


Barão da Areia Larga foi um título criado por decreto de 22 de Fevereiro de 1854 e confirmado por carta de 12 de Março de 1857, do rei D. Pedro V, a favor de António Garcia da Rosa, um político açoriano, natural do lugar da Areia Larga, ilha do Pico.Foi filho do desembargador Manuel Garcia da Rosa e de sua mulher Isabel Josefa de Lacerda, uma família da melhor aristocracia faialense.
Foi uma das figuras mais destacadas da cena política faialense no período que se seguiu ao fim da Guerra Civil. Foi por várias vezes vereador da Câmara Municipal da Horta, tenente-coronel do regimento de milícias do Faial e sub  perfeito da Horta em 1833, durante o curto período em que existiu a Província dos Açores. Após a criação do Distrito da Horta, foi governador civil interino num período de grande agitação política nos Açores .
Recebeu o título de barão da Areia Larga, por decreto de 22 de Fevereiro de 1854 do rei D. Pedro V de Portugal e foi feito fidalgo da Casa Real com brasão de armas concedido por alvará de 12 de Março de 1857 .  Foi ainda agraciado com a comenda da Ordem de Cristo.
Casou a 15 de Julho de 1815 com Isabel Lacerda Peixoto.

Sem comentários:

Enviar um comentário